Escolha uma Página

Há alguns anos fiz as primeiras festas de final de ano na nova casa. Nem tinha a Catharina ainda e lembro como se fosse ontem.

Foi muuuuiito pesado pra mim.

Resultado, NUNCA mais! 😂😰 Lembro de no dia seguinte ligar para minha avó (que não veio) pedindo desculpas, dizendo “voooooo do Céu!

Me desculpa por ter passado tantos anos, domingos e natais e todo que é tipo de festa na tua casa e não ter feito a minha parte, caraaaambra que trabalheira… que isso vó???” Ela riu e completou: “nem me fale, era de ficar descadeirada” .
Eu cresci sempre vendo – a mulherada – trabalhando horrores, morrendo de dores no outro dia, e os homens bebendo de boa na lagoa.

Mais alguém? .
Sigo vendo esse retrato da infância se repetindo por aí. Aqui na minha casa não acontecerá NUNCA mais. Não daquela forma. Eu mudei.
Entendi que não tenho obrigação de servir ninguém, se SEI QUE não tenho prazer com isso e não gosto “dilso” se alguém tiver que gostar de mim por isso, se fuê 😂😬😅
Enfim, tudo isso pra dizer:
-não seja a pessoa folgada do final de ano!! Adoro casa cheia e também adoro COLABORAÇÃO e respeito! .
Natal, ano novo and qualquer tipo de festa FAÇA A TUA PARTE MALANDRO.
Não peça se querem ajuda, levante a bunda da cadeira e vai fazendo, largue teu copo e vai fazer tua parte. Mesmo assim a dona da casa vai ter mil coisas pra fazer acredite.
Mesmo qdo todos forem embora.

Para quem fica sobrecarregado, não podemos esperar que a cerveja termine, vamos planejar, colocar limites de forma amorosa, dividir tarefas? Precisamos fazer algo!
Já viram famílias que são sempre as mesmas limpando e servindo?
Não to falando de funcionários. Que merecem estar com suas famílias.

“Eu amor servir, Flávia, faço questão de pensar em tudo, organizar tudo, limpar tudo, que me perguntem tudo”
Ok! Esse texto então não é pra vc! 😊
É pra vc malandra, malandro que não faz sua parte 😜 crie vergonha na cara!
Tem malandro na família aí?

hahahha

esse post foi o inicio de muitos sobre CARGA MENTAL e desigualdade.

vem ler mais.

com carinho Flávia Pereira